Ministério do Ambiente
Ambiente

MINAMB elabora Estratégia Nacional para desenvolvimento sustentável


Uma Estratégia Nacional para o Desenvolvimento Sustentável, que terá como base a realização de fóruns regionais a nível do país sobre os quatros objectivos do desenvolvimento sustentável do sector, está a ser elaborado pelo Ministério do Ambiente, alienada com o PDN que se insere na Agenda Política e Internacional.



A titular do sector do Ambiente, Paula Francisco, ressaltou haver necessidade de Angola, rever os seus dados estatísticos relacionados ao desenvolvimento sustentável, bem como reforçar aquilo que são as premissas da declaração de Maputo.



Paula Francisco disse que a estratégia vai focar na meta número 13, 14 e 15, sem deixar de mencionar a transversalidade do Sector e na necessidade de se quantificar as questões económicas, baseado no acesso a terra, resiliência e biodiversidade.



Sobre as alterações climáticas, é crucial a ratificação do Acordo de Paris, e consequentemente a aprovação estratégia nacional das alterações climáticas.



A ministra salientou que o impacto das Alterações Climáticas no país, originou impactos visíveis significativos, a seca na região Centro Sul, e agora as enxurradas recentes.



No tocante a Biodiversidade, inserem-se cada vez mais as questões de protecção das espécies como o elefante, que foi elevado a categoria de espécie migratória, bem como na salvaguarda do seu próprio habitat no ponto de vista da integração com a convenção sobre desertificação.



E as espécies vegetativas, para a segurança alimentar e redução do impacto sobre a desertificação e na base do Desenvolvimento Sustentável.



O compromisso é de Angola, poderá continuar a implementar as premissas da neutralidade e degradação da terra.



A nível regional, o Ministério do Ambiente assumiu a 1ª vice presidente, do 5 Fórum, tendo obtido resultados satisfatórios, como o de lançar as bases do ODS na SADC, no domínio Ambiental.